Scenes of Rio de Janeiro

sábado, 27 de outubro de 2012

Olá, pessoal. Peço que me perdoem os dois anos de ausência. Mas eu não organizei meu tempo antes para manter o blog abastecido. Mas vou me redimir com novas postagens, e serão três nos próximos sete dias. Aguardem.

domingo, 18 de abril de 2010

Inspiração


A crise que me envolveu
sem que eu o desejasse
me fez ficar ansioso
e feza que eu desejasse
ver o sol aqui brilhar
nessas terras e no mar
pra que a vida voltasse.

Pois o sol muito risonho
foi da gente retirado
não há sinais de fumaça
ou de outra forma recado
que nos permita saber
o que tá a ocorrer
por quem fôra sequestrado!

Libertem esse solzinho
que só bem pode fazer
pois o dever desse sol
é esperança trazer
tal não será alcançado
com esse grande pecado
que estais a cometer!

Oh, meus caros, vede antão
se irão me atender
ao pedido educado
com a prudência ceder
pois não quero disputar
quero o acordo selar
eu não almejo vencer...

sábado, 17 de abril de 2010

FUNDACIONAL...

Ela acha que é dona
por que foi quem o fundou
porque foi covardemente
tirada de onde ficou
lutando por esse povo
que todo mal suportou...

Só por ser a fundadora
você deseja mandar?
Acredita que devemos
aos teus pés ajoelhar?
Faça um favor a nós,
de seu "cimancol" tomar!

sexta-feira, 16 de abril de 2010

SEQUESTRO DE UMA IDEIA

Sequestraram meu partido
e para o resgatar
pedem uma tal quantia
que não aceito pagar,
não se rouba uma ideia
não se rouba o lutar...

Formalismos não impedem
a boa revolução
não impedem que o povo
de qualquer uma nação
tome para suas mãos
o poder de decisão.

Aqueles que tem o sonho
torpe de ser maioral
às custas da vida alheia
lhes espera, e fatal,
revolta da natureza
em um amargo final.

Aqueles que se arvoram
como os "fundacionistas"
e que pensam que dominam
até fraudando as listas,
saibam que Dona Justiça
lança em vocês as vistas!

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Homenagem à Zilda Arns Neumann

Colegas, amigos e conhecidos,

Desculpem-me pela demora em postar de novo aqui no blog. Confesso que eu tenho dado pouca atenção, mas tenho tantas atividades a exigir meu comprometimento, que não posso ficar aqui o tempo que gostaria.

Segue abaixo o trecho inicial de folheto que compus em homenagem à Zilda Arns (*26/08/1934 - +12/01/2010), pelo trabalho valoroso à frente da Pastoral da Criança.

O folheto completo somente para quem se habilitar a comprar comigo.

- - - - - - - - - - - - -

Nascida em trinta e quatro [1934]
para os pobres viveu
toda a sua habilidade
com carinho exerceu
para crianças salvar
atingindo o almejar
essa guerreira venceu!

Assim começo o folheto
que você está a ler
sobre essa sanitarista
que teve o que fazer
pois as crianças morriam
sem água se ressequiam,
e ela as fez viver!

Ela era Zilda Arns
mulher muito especial
que se foi para a glória
do Papai celestial
foi pra poder descansar
do seu duro batalhar
lá na glória divinal.

terça-feira, 19 de maio de 2009

A FACADA DA DISCÓRDIA

O mundo tá muito louco
eu não posso acreditar
que tanta coisa tão feia
normal esteja a ficar
que tanta coisa errada
o povo esteja a aceitar!

Começou o deputado
que estava se lixando
para o povo brasileiro
que está reivindicando
decência e moralidade
e os eixos bem cobrando.

E o tal do "baixo clero"
estava a preparar
um golpe contra o povo
ia fazer se pintar
o rosto do brasileiro
bola no nariz botar.

Pois a farra das passagens
eles queriam manter
com o dinheiro do imposto
que pagamos se entreter,
que bom que nossa pressão
não deixou acontecer...

Mas eu levantei da cama,
liguei o computador
pra fazer manutenção
no programa "surfador"
que navega na internet
e vi um grande horror!

Mocinha adolescente
cometeu um ato mau,
e por causa do seu ato
foi parar no hospital
o pai, que a proibiu
de sair, sendo leal.

O pai disse para a moça
de sua casa não sair,
e por isso ela pensou
de ato mau incutir
passando pela cozinha
perpetrou o mau agir!

Pegou ela de uma faca
no quarto do pai entrou,
enquanto ele dormia
logo o esfaqueou
uma facada nas costas
pois ele a contrariou...

É tanto horror no mundo
é tanta perversidade
que vejo o noticiário
e pergunto se é verdade,
e se esse ser humano
tem tanta sagacidade.

Ou talvez, seja o demo
que esteja a tentar
fazendo que o ser humano
o mal venha a praticar,
mas isso não é desculpa,
errou, tem é que pagar!

terça-feira, 28 de abril de 2009

Galope à beira-mar a favor da água

Saiba que lamento que devo lhe dizer
Que você ainda não sabe o valor
De um rio limpinho e também da flor
E a rara beleza que nos dá prazer
Sob a desculpa de desenvolver
Veneno na água você vem botar
Dizendo que é para praga matar
Mas esquece que dessa água bebendo
O povo um câncer vai desenvolvendo
Se tomar da água da beira do mar.

O rio que corre tranquilo em seu leito
Já se apavora da destruição
Que o bicho homem causa de montão
A mãe natureza se perde no eito
Dos seres humanos o maior defeito
Ser irresponsável deixando acabar
O meio de a sua vida salvar
E tantos sinais insiste desprezando
De que o seu mundo está se acabando
Sob a ressaca das ondas do mar!